Velharia Gamer - Locadoras



HEELLLLOOOOO everybody!! Em eras passadas, a sexta feira era o dia mais sagrado para uma criança que morava próximo a um desses estabelecimentos mágicos da década de 90. Muitos jovens hoje em dia não tiveram a oportunidade de conhecer esses locais, mas estarei aqui escrevendo algumas histórias referentes a minha pessoa e aos mitos que rolavam na época da minha infância não tão distante.

Como algumas pessoas que acompanham o meu blog há um bom tempo sabem que sou um dos "retrogamers" mais jovem, mesmo eu tendo nascido a menos tempo que a maioria do pessoal que escreve sobre esses assunto eu tive as oportunidades de poder aproveitar algumas coisas da geração da década de 90. Uma dessas coisas que eu aproveitei até os anos de 2001 ou 2002 (não lembro direito o ano) foram as locadoras de games.

Antigamente os jogadores tinham essa alternativa para poder jogar jogos que ele não possuía, sexta-feria era lei ir alugar algum jogo para destrinchar, afinal, se você alugava algum jogo na sexta você podia ficar com o jogo sábado e domingo para entregar apenas na segunda. Uhhh que maravilha...

Lembro-me como se fosse hoje, não sei se o local tinha um ar de rivalidade ou era apenas um lugar de diversão mas toda vez que eu entrava ali era como se eu tivesse entrado em uma realidade alternativa, onde as horas passavam tão rapidas que você não conseguia ficar lá menos de duas horas. Quando você entrava na locadora tinha um balcão a sua direita e você passava por um detector de metal (não era bem de metal, era mais de chip ou coisas do tipo) e lá dentro o mundo era outro. Haviam pratilheiras cheias de filmes que eu passava direto e nunca fazia questão de olhar, somente quando o pessoal lá de casa queria ver alguma coisa, os únicos que eu cheguei a para pra olhar era os filmes de desenhos da dysney,  Rei Leão (que eu tinha em casa e assistia mais de 3 vezes por dia), Alladin, Mulan, etc...



O ponto mais importante e crucial da locadora era o "fundão" dela, onde se encontrava a área de video games e de porn (que eles colocavam uma cortina vermelha pra nenhum moleque ficar vendo putaria gratuita). Havia algumas televisões de tubo com os consoles da época, toda aquela confusão de barulhos de jogos que virava uma sinfonia única de locadora.

Além da possibilidades de você poder levar jogos para casa para poder jogar, você podia ter jogatinas por horas, digamos que ali se iniciou a questão das lan houses, e toda a molecada do bairro se reunia para estar jogando os games que a locadora possuía. Juntamente com o alto vicio, a galera acabava criando mitos que só depois de anos nós viemos descobrir se realmente era verdade ou mentira. E abaixo listarei os mitos mais comuns de serem ditos no solo sagrado das locadoras:

Shen Long no Street Fighter 2



Um dos mitos mais clássicos que o pessoal mais pertubava foi de que era possivel jogar com o Shen Long no Street Fighter 2. Mas isso não posso culpar as mentes criativas das crianças da época, as revistas de games acabaram trollando todo mundo naquela época. A informação que foi passada pelas revistas foi que o jogador teria que ganhar de todos os 11 jogadores sem levar um arranhão sequer e empatar 5 vezes com o mestre M. Bison. Uma puta Sacanagem pra quem ficou tentando fazer isso.

Jogar com Zero em Megaman X

Quem dera se esse mito fosse verdade. Este em especifico eu ouvi muito falar nele, juntamente com o hadouken do Megaman (esse ecxiste), diziam pra mim que o jogo deveria ser zerado sem morrer nenhuma vez e sem utilizar nenhum. Ainda bem que nunca quis tentar na época, por que se eu conseguisse fazer ia ficar muito puto em saber que era mentira.


Michael Jackson compositor das músicas do Sonic




Essa informação foi uma das mais que fiquei interessado saber a verdade, segundo algumas revistas (que eram "muito confiáveis" na época) diziam que o Rei do Pop pequeno Michael havia composto as músicas do jogo Sonic 3. Toda a especulação referente a isso foi confirmada em 2009 pelo compositor Brad Bruxer, que afirmou que o astro trabalhou secretamente na produção das músicas e que não foi creditado no jogo por causa das acusações de pedofila que ele estava sendo acusado. Para mais informações: http://rollingstone.com.br/noticia/finde-michael-jackson-escreveu-trilha-de-sonic-3-diz-compositor/

Kakariko Village (Another World) do "A link to the past"

Sempre ouvi falar disso aqui nas minhas redondezas, obviamente já sei que era caô, mas segundo o mito era possível cair dentro da área onde no mundo normal estava o faqui e no outro mundo tava tipo uma piscina com uns detalhes em xadrez. Me diziam que se você conseguir cair alí você conseguia pegar uma espada diferente e era até possível mudar o personagem. HAhhaha ainda bem que existe a internet, e eu acreditava nessa baboseira.

Luigi no Mario 64



Esse daqui é uma mentira plausível, tinham bastantes provas para dizer que era verdade mas não era. Tudo indicava que era possível jogar com o Luigi no Super Mario 64. Dentro da fonte do jogo era possível encontrar uma mensagem "L is real 2401" algo do tipo "Luigi is Real", apesar de haver tantas indicações que isso era real o Luigi não é um personagem jogável. It's me Luigi #fail

Reviver Aeriths

Uma das cenas mais marcantes com relação a todos os Rpg's que eu já joguei, sem dúvida alguma, foi a morte de Ariths em Final Fantasy VII, mas sempre tinha uns malucos que falavam que era possível reviver a coitada. Todos os meios possiveis já foram testados e o único que funciona é o Game Shark. Usa lá o tubarãozinho.



Vocês conhecem mais alguns mitos de locadoras? se soberem deixem seu cometários para que possamos estar analisando e dar umas boas risadas da nossa falta de informação da época!

SEEEEEEEEE YAAAAAAAAAAAAAA

Leonardo Soler

Retrogamer nas horas vagas. Mantém o Game Genius desde 2010 onde a internet ainda não tinha nem luz eletrica. Fã dos Power Rangers (até o PR no espaço). E é complicado o que é melhor, Final Fantasy VI ou Chrono Trigger. Google