Contra: The Hard Corps - Sega Mega Drive


Olá pessoal do Game Genius, eu sou o novo Gamer Genius. Meu apelido na net é Supersonic933, e trarei reviews e matérias para o blog. Abaixo estarei trazendo minha primeira matéria como resenhador, sobre o jogo quase impossível Contra: Hard Corps.


Os donos de Mega Drive, tiveram de esperar para jogar um game clássico que já havia para o Snes. Street Fighter 2, Top gear, WWF, e o dificílimo Contra.


Antes de começar a análise não posso deixa de de mecionar que a Konami lançou praticamente 3 versões do game. O game tem o nome Contra: Hard Corps na América, Probotector na Europa e Contra: The Hard Corps no Japão.



O game se passa 5 anos depois de Contra 3. A equipe "Unified Military Special Mobile Task Force K-X", ou simplesmente Hard Corps, foi alistada para combater a série de crimes que aconteceram depois da invasão alienígena, a Alien Wars. Porém, um hacker desconhecido invade os sistemas de defesa, fazendo robôs (que pertencem às forças do Coronel Bahamut) atacarem a cidade,  planejando dominar o mundo. Resta a você impedir eles dominarem o mundo.







Graficamente o game é muito bonito! Muitos elementos na tela, efeitos de rotação, zoom e outros não são raros. O game roda a 60 FPS mesmo com toda a ação na tela, cortesia do processador de 7 MHZ do Mega Drive. A jogabilidade segue a mesma linha. Os controles são os mesmo de C: 3, só que adaptados ao controle de 3 botões do Mega. Aqui uma explosão é considerada uma arma comum por causa dos 3 botões.









Você pode escolher seu personagem, sendo que cada um dos 4 personagens tem suas próprias armas. O game dá ênfase no combate de sub-chefes difíceis, muitos deles enormes e desafiadores.


Como Contra 3 e o primeiro C, C: HC também teve suas diferenças regionais...
A versão Americana é igual à da Japonesa, mas SEM barra de life, 5 continues (a Japonesa tem infinitos) e não tem o "The..." de "THE Hard Corps" no nome. Na versão Européia, que tem nome de Probotector, além dos personagens modificados, modificaram até a história!



As músicas são ótimas e ajudam a ressaltar o clima caótico do jogo. Em diversão, o replay é alto, já que há 6 finais diferentes. Ao mesmo tempo que o game é rápido e frenético, é MUITO difícil, especificamente nas versões Americanas e Européias.


Enfim, Hard Corps é recomendadíssimo para quem gosta de um shooter rápido, frenético e desafiante. 


Espero que tenham gostado da análise.

Supersonic933

Retrogamer nas horas vagas. Mantém o Game Genius desde 2010 onde a internet ainda não tinha nem luz eletrica. Fã dos Power Rangers (até o PR no espaço). E é complicado o que é melhor, Final Fantasy VI ou Chrono Trigger. Google