Alex Kidd in Miracle World [SMS]






Усім прывітанне! Algumas pessoas que me acompanham no twitter sabem que nesses últimos 3 dias eu consegui concertar um Master System III que eu tinha aqui na minha casa (foi o primeiro vídeo game que eu joguei). Ele está até que num estado bem aceitável, com poucos arranhões e funcionando bem legal!
E é por esta causa que estou aqui escrevendo-vos essa matéria! Nada mais nostálgico e clássico do que escrever sobre o melhor jogo do Alex “manolo” Kidd!!
A muito tempo atrás… quando a SEGA não participava de nenhum ritual de auto-flagelo ela tinha um mascote que levava o logo da SEGA em suas costas… até que um belo dia eles repararam que este não poderia bater de frente com o mascote da Nintendo… então brutalmente jogaram ele no poço do esquecimento…
Segundo o manual do jogo: (esse trecho foi retirado do site retroplayers)
Setecentos anos atrás, no planeta Aries, um garoto conhecido por Alex Kidd vivia na Montanha Eternal. Após Alex ter treinado a técnica conhecida por shellcore (a qual permite que a pessoa quebre rochas com os próprios punhos), Janken o Grande, capturou o príncipe Egle e sua noiva, a princesa Lora, para que pudesse dominar o reino de Radaxian após o desaparecimento do rei Sander.
Alex Kidd in Miracle World_04
Um dia Alex se deparou com um homem que estava morrendo que lhe contou sobre o grande perigo que Radaxian corria. Durante a viagem, Alex é informado de que faz parte da família real de Radaxian. Alex então sai em uma aventura para salvar seu irmão Egle, derrotar Janken e descobrir o paradeiro de seu pai, o rei Sander.”
Esta história é bem difícil de se saber jogando o próprio jogo, mas com o manual em mãos as coisas ficam mais claras.. hhhehhehe’
O jogo é do tipo plataforma,e não é nenhum“Jump Head”… você tem que dar um soco no inimigo para que ele seja derrotado…  Isso se chama (como dito acima) ShellCore, arte milenar do “sóca predas”! XD
Alex Kidd in Miracle World (2)
Ele em si não é difícil, só você ter muita atenção pra não ficar morrendo atoa, sendo que o que mais me matava era a luta contra os Jankens… isso mesmo… são três no total, um com cabeça de pedra, outro de papel e mais um outro com cabeça de tesoura… eu NUNCA dei sorte com esse lance de Pedra, Papel e Tesoura… então era #FAIL
Apesar de o jogo possuir um mapa, o mesmo não é usado para a exploração da área… você é guiado para o seu destino automaticamente, isso poderia ser diferente (na minha opinião) isso ajuda apenas a você se localizar na história ou onde o personagem está indo (para o destino final).
O jogo entrou na onda mercenária, onde você tem que pegar uns sacos de dinheiros no caminho que vão te ajudar a comprar as coisas necessárias (ou não) para facilitar a sua aventura… Podendo comprar um anel que solta hadouken ou uma vida… isso aparece em alguns cenários que possuem uma loja (“cabana”) que você compra as coisas lá…
AlexKiddInMiracleWorld-SMS-KRJanken2
E outra coisa que chama muita atenção neste game são os transportes que o personagem pode usar na segunda fase você já pode comprar uma moto que quebra tudo que vê pela frente e na quarta você pode arranjar um helicópcleta (Helicóptero + Bicicleta)… isso deixa o jogo mais divertido e diversificado..
Eu nunca zerei este jogo por preguiça, mas se eu pegar ele pra valer eu consigo ir até o final… já sei algumas coisas que podem me ajudar na longa caminhada ao final da jornada.
Se você nunca jogou nenhum jogo do “defunto” Alex vá correndo agora jogar por que vale MUITO apena ^^  simplesmente um clássico!!
Yaaaaaaahhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Leonardo Soler

Retrogamer nas horas vagas. Mantém o Game Genius desde 2010 onde a internet ainda não tinha nem luz eletrica. Fã dos Power Rangers (até o PR no espaço). E é complicado o que é melhor, Final Fantasy VI ou Chrono Trigger. Google