Retro Review: Marvel Super Heroes: War of the Gems

16:22:00 , 0 Comments



Hello Everybody!! eu estava setindo falta dos Reviews da Área Retrô e aqcabei vendo esse Review show do Blog Shugames e resolvi postar aqui espero que vocês gostem!! esse jogo é uma maravilha e acabei de zerar ele na sexta-feira...


Aqui vai o texto Original:


"6 Gemas.... as 6 Gemas do Infinito, controlam as 6 forças responsáveis pelo Tempo, Espaço, Poder, Realidade, Mente e Alma... Dizem que quem tiver as 6 Gemas, será dono do Universo. Alguém já começou a caçada pelas Gemas, se ele tiver êxito, o universo todo entrará em uma nova era de destruição e ruínas."Com essa introdução, Adam Walock invoca os mais poderosos guerreiros da Terra, que prontamente atendem o chamado. As 6 Gemas acabaram por cair no planeta Terra (sempre ele) e a busca está iniciada. O supercomputador de Tony Stark localizou as danadinhas em vários lugares do planeta, inclusive em nossa floresta Amazônica. Tendo uma história bacana, será que um jogo onde vários heróis estão presentes realmente fez a diferença na época? É o que vamos ver...


Marvel Super Heroes: War of the Gems é um beat'n up diferente, um jogo feito pela Capcom com os heróis Marvel distribuindo porrada gratuita. O game é basicamente em 2D, ou seja: ele não tem profundidade, apesar de ser um jogo de "lutinha de rua". Algumas vezes até plataformas para saltar aparecem, diversificando bem a ação do título. Diferente do desgraçado "The Avengers", esse aqui tem algumas coisas boas que deveriam ser seguidas, enquanto outras poderiam ser abolidas.





No jogo, ao começar uma fase, podemos escolher entre Spiderman, Captain America, Wolverine, Hulk e Iron Man. e Com tantos heróis à disposição, a Capcom foi inteligente em diversificar entre eles, mantendo algumas habilidades básicas que fazem toda a diferença em algumas fases. Por exemplo, Wolverine consegue escalar facilmente paredes, enquanto Spiderman é muito mais ágil e Hulk é.... bom, o negócio do Hulk é esmagar os inimigos. Depois de escolher o personagem, pode-se usar algum item para repor energia, equipar as gemas e quantas vezes poderá usá-las. De início são 4 estágios, sendo que, mais adiante, esse número pode dobrar. As fases são temáticas e, como eu disse, alguns personagens podem ser o ponto chave para vencê-las.


os heróis do jogo


Além das habilidades exclusivas, ao coletar as tais gemas, dá pra usar poderes especiais como  ficar mais rápido, soltar rajadas mais potentes e destruir inimigos muito mais facilmente. A maior diferença é sentida quandos e resgata a gema do tempo, que deixa os personagens muito mais ágeis ao ser equipada. Iron Man e Captain America, por exemplo, sem a gema são mais lentos que lesma manca, mas ao equipá-la, os caras viram uma máquina de socar e chutar. Como são várias gemas, os poderes são os mais variados possíveis. O único revés disso tudo é acertar o comando para fazer uso das mesmas. Tal comando é secreto, mas com uma pesquisa rápida no Google é possível achá-lo facilmente. Não entendo o porque de dificultar tudo, Capcom maldita...


Captain America com problemas de infiltração, 
enquanto Iron Man descarrega sua fúria nas fuças de uma She-Hulk


Em se tratando de controles, o jogo é um pouco travado, os personagens são meio duros de controlar, mas nada que não se acostume. Alguns inimigos dão trabalho justamente por conta disso, acertar uma voadora ou soco pode ser um sacrifício enorme em algumas situações. Some à isso o fato de não carregar consigo os itens de cura, e terá um game no qual as fases deverão ser jogadas do começo ao fim com a mesma barra de energia, praticamente.


Wolverine com sua mania de destruir coisas!
ao lado, usando seu especial, o qual eu não faço a menor idéia de como saiu...


Apesar da dificuldade (80% por conta do controle), o jogo é bacana e diverte. O lance de ter à disposição vários personagens da Marvel é um atrativo à mais, mesmo que alguns sejam meio inúteis (alguém aí falou no Hulk? Mas foi com ele que destruí a primeira forma de Dr. Doom...). O comando para eles é quase o mesmo, variando entre meia lua pra frente mais o soco (para atirar com Iron Man, por exemplo) até mesmo dois toques pra frente mais botão de ataque, para soltar o disco do Captain America.






Em suma, apesar de soar datado e ter controles duros, Marvel Super Heroes: War of Gems acaba divertindo os que procuram alguma variedade em jogos de super heróis. Não é todo game que lhe permite controlar tantos personagens assim.


o menu para equipar os personagens e Wolverine ensinando bons modos ao Blackheart!


Resumão:
+ gráficos legais;
+ vários personagens à escolha;
- controles ficaram devendo;
- um jogo lento de natureza;
- alguns comandos são difíceis de realizar;


Final Score: 6.5




FONTE: SHUGAMES

Leonardo Soler

Retrogamer nas horas vagas. Mantém o Game Genius desde 2010 onde a internet ainda não tinha nem luz eletrica. Fã dos Power Rangers (até o PR no espaço). E é complicado o que é melhor, Final Fantasy VI ou Chrono Trigger. Google